imagem retirada do google imagens
Gostar do nosso corpo não é uma tarefa fácil. Sejamos nós gordas, magras, altas, baixas, claras, escuras, haverá sempre algum ponto em nós que nos vai deixar menos à vontade perante a sociedade. E o problema? É não conseguirmos tirar isso da cabeça e começar-mos meio que a viver em função do que nos perturba. (Falo para mulheres como para homens, mais no feminino por afetar mais mulheres).

Sinto que não sou ninguém para falar deste assunto. Sempre fui das pessoas que tem mais inseguranças com o seu corpo que conheço. E isso já me levou a tomar muitas decisões estúpidas. Perdi a conta das vezes em que decidi não sair por não gostar de me ver com nenhuma peça de roupa (até aquelas que já tinha usado 500 vezes mas que naquele dia parecia estar diferente) e da quantidade de lágrimas que não deitava sentada sem frente ao espelho por saber que estava a deixar de fazer coisas que gostava por falta de auto-estima, segurança. 

A adolescência é um período complicado e sendo gorda, ainda mais mexeu com o meu psicológico. Se posso culpar alguém por isso? Não, jamais!! Sou assim porque ainda não consegui ter força de vontade de mudar alguns hábitos. A culpa é minha.

Mas, à medida que o tempo passa vou-me vendo com outros olhos. Não sei se por influência de modelos plus size, de estar a ser muito mais valorizado todos os tipos de corpos ou apenas porque sim. A verdade é que apesar de não ter uma auto-estima super elevada, de não me sentir super poderosa, já vou gostando de uma curvinha aqui, outra ali e dando mais valor a mim mesma. Se é o que temos, temos de gostar, o mínimo que seja para que isso não interfira em outras coisas.

Já salientei várias vezes a minha vontade de melhorar o meu estado físico aqui no blog, mas também já disse várias vezes que adoro ver uma mulher com curvas. São gostos

O meu maior objetivo é olhar-me no espelho e sentir-me 100% ou vá pelo menos mais de 80% confiante com aquilo que vejo. Mas isso requer muito trabalho, físico e psicológico. Que sei que mais tarde ou mais cedo irei conseguir alcançar. 

Todas nós somos diferentes. Se fosses iguais, que piada tinha? E sim, há sempre um "testo para cada panela". Não é por serem assim ou "assado" que nunca vão encontrar alguém que goste de vocês. Já pensaram que vocês é que podem estar tão ocupadas a olhar para um espelho que não reflete tudo de vocês que não vêem o que poderá estar acontecer a vossa volta? 

Para concluir, gostava muito que vissem este vídeo:


Amem-se e deixem que vos amem também <3
Cada tamanho é perfeito do seu jeito